O défice de participação da sociedade civil portuguesa é o primeiro responsável pelo "estado da nação". A política, economia e cultura oficiais são essencialmente caracterizadas pelos estigmas de uma classe restrita e pouco representativa das reais motivações, interesses e carências da sociedade real, e assim continuarão enquanto a sociedade civil, por omissão, o permitir. Este "sítio" pretendendo estimular a participação da sociedade civil, embora restrito no tema "Armação de Pêra", tem uma abrangência e vocação nacionais, pelo que constitui, pela sua própria natureza, uma visita aos males gerais que determinaram e determinam o nosso destino comum.

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Uma fonte inspirada nas famosas "águas do Cartaxo" do Evaristo!



Tal como Isabel Soares e a sua equipa, a fonte de Armação de Pêra secou!!!

Esta versão local da máxima humoristica: "Deste...já não há mais!" do saudoso António Silva, parece-nos adequada à situação!
Na verdade a utilidade deste equipamento que terá custado os olhos da cara ao contribuinte europeu e também ao nacional, encontra-se esvaida, em parte incerta, como o vinho do Cartaxo na cave do Evaristo, do Pateo das Cantigas!

Só que naquele caso, todos sabemos, que o popular Vasco Santana, pela via da perfuração atingiu a pipa onde o Evaristo guardava as famosas àguas do Cartaxo.

No caso da Fonte do Largo da Igreja, o mistério é mais denso e a solução, aparentemente, indecifrável!

Coisas da trama hollywoodesca da administração de Silves que pauta sempre os seus romances policiais pelo absurdo apoteótico e por um final melodramático!

Sem comentários:

Armação de Pêra em Revista

Visite as Grutas

Visite as Grutas
Património Natural

Algarve