O défice de participação da sociedade civil portuguesa é o primeiro responsável pelo "estado da nação". A política, economia e cultura oficiais são essencialmente caracterizadas pelos estigmas de uma classe restrita e pouco representativa das reais motivações, interesses e carências da sociedade real, e assim continuarão enquanto a sociedade civil, por omissão, o permitir. Este "sítio" pretendendo estimular a participação da sociedade civil, embora restrito no tema "Armação de Pêra", tem uma abrangência e vocação nacionais, pelo que constitui, pela sua própria natureza, uma visita aos males gerais que determinaram e determinam o nosso destino comum.

sábado, 4 de agosto de 2012

Armação de Pêra: Ainda os Toldos e as regras dos políticos locais........


O executivo da Junta de Freguesia de Armação de Pêra, na sua reunião de 26 de Abril, definiu e aprovou as regras para a atribuição dos toldos de que é legitima concessionária.

Ver aqui o edital

O que verificamos no terreno é que as concessões tem um número de toldos superior ao que está aprovado pela Capitania e ao que foi divulgado em Edital.


A UB3 (Mini-Golf) que deveria ter um máximo de 50 toldos tem instalados 60 e a UB7 (Pescadores) que deveria ter instalados 40, vai a ver-se e tem 52!




Já sabíamos da reduzida competência do snr. Presidente da Junta para levar por diante as suas atribuições.

Em boa verdade, estamos sempre à espera de mais uma...


No entanto compactuar com a sobrelotação das concessões, para além da cumplicidade inevitável, dá espaço para especulações muito mais degenerativas sobre um órgão local que se deve manter acima de qualquer suspeita!


O snr. Fernando tem sido uma verdadeira “marionette” da dra. Isabel Soares, a qual, em fim de carreira, o deixa à sua sorte, que é a das suas profundas limitações.


E é a esta administração, meus amigos, que estamos entregues. A quem pagamos, através dos nossos impostos, para zelar pelo que é domínio público, como se terra de ninguém se tratasse.


Para eles, que têm gozado de privilégios injustificáveis a que nunca tiveram, legitimamente, qualquer direito, a muito breve trecho, o nosso Adeus! Até nunca mais!


10 comentários:

Corre Costas disse...

É o chico-espertismo a funcionar!
Nem são necessárias lições dos catedráticos: Relvas ou Isabel Soares. Em Armação de Pêra, as instituições: Junta de Freguesia e Clube de Futebol "Os Armacenenses" têm como prática permanente a utilização de atividades pararelas; sem controlo, registo ou contabilização legal e pública. São os famosos "Sacos Azuis" em que tudo se compra e se vende, sem registos nem comprovativos. Até quando?

Anónimo disse...

O Corre Costa é mesmo um grande fofoqueiro.
Ele acha, que as contas da junta de freguesia, escortinada pela assembleia de freguesia e por várias entidades pública, entre elas, o tribunal de contas, podem ter sacos azuis.
O pequeno aumento do número de toldos nas várias concessões deveu-se à necessidade de dar resposta à procura que existe por este tipo de serviço.
O aumento tem certamente a anuência da capitania.

Corre Costas disse...

O Corre Costas não fala de cor.
Sabe que muitas das receitas da Junta e do Clube são sem suporte legal, sem registos e sem a transparência obrigatória. As entidades públicas que deveriam escortinar as contas não o fazem, ou então olham para o lado. As prestação de contas da Junta de Freguesia, relativas ao exercício de 2011, que por lei deveriam ser apresentas, discutidas e aprovadas até finais de Abril de 2012, ainda não foram apresentadas -o que acontece todos os anos - com a conivência dos organismos responsáveis pela sua supervisão. As receitas dos parques de estacionamento explorados pelos "Os Armacenenses" são clandestinas e ilegais. As autoridades não sabem? sabem sim! e tal como o Anónimo anterior até as defendem...sabe-se lá porquê?!!

Corre Costas disse...

E já agora, sr. Anónimo; não deveria a Junta de Freguesia a 1ª cumpridora da Lei? Não assinou a Junta um protocolo com a Capitania do Porto de Portimão que lhe obriga a cumprir o número de toldos por Unidade Balnear concessionada? - ou será para arranjar toldos para os amigos que não participaram na vigília do aluguer? - Sabe quantos utentes da praia ficam sem lugar para colocar o seu chapéu?. É tudo obra de "espertalhões" ! Até qualquer dia!

AMIGO de Armação, não "amigo" disse...

Isto já é mesquinhice... Se passarem no Amadeu ou no Serol de certeza que algum deles em uma mesinha a mais na esplanada... Deixem-se de ser assim e preocupem-se com problemas reais como o tráfico e consumo de drogas leves e pesadas nessa zona!

Anónimo disse...

Com a crise que se vive, qual é o mal de na praia existirem mais um toldos?
O dinheiro arrecadado a mais, faz falta, e é para o bem de todos.
O nº de toldos que foram colocados a "mais" pela junta é muito pequena.
As concessões privadas colocaram muitos mais e ninguém vêm para aqui criticar.

Corre Costas disse...

" Para o bem de todos!" quais todos? Infelizmente há drogas para cada ser livre de poder acabar com a sua vida mais cedo, aqui, e em muitos mais lugares! é a face negra da miséria humana!
Mas não nos imponham falcatruas e trafulhices! e não nos venham contar que são feitas em proveito de Armação de Pêra! porque isso é mentira! São feitas por e para interesse próprio! São clandestinas e só servem a quem as pratica. Quem encontra argumentos para as legitimar ou estar de acordo com elas, é porque ai residem também os seus interesses pessoais.

Anónimo disse...

O Sr O Vice-almirante Cunha Lopes é que não deve saber disto.

Anónimo disse...

ai que medo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Anónimo disse...

E os outros concorrentes à concessão estarão satisfeitos com a situação? Isto é, teriam eles a mesma benevolência se prevaricassem? Mas acho que sim, isto é apenas a aproximação do que nós somos, como povo e cultura democratica. Infelizmente não resisto a ser igual.

Armação de Pêra em Revista

Visite as Grutas

Visite as Grutas
Património Natural

Algarve