O défice de participação da sociedade civil portuguesa é o primeiro responsável pelo "estado da nação". A política, economia e cultura oficiais são essencialmente caracterizadas pelos estigmas de uma classe restrita e pouco representativa das reais motivações, interesses e carências da sociedade real, e assim continuarão enquanto a sociedade civil, por omissão, o permitir. Este "sítio" pretendendo estimular a participação da sociedade civil, embora restrito no tema "Armação de Pêra", tem uma abrangência e vocação nacionais, pelo que constitui, pela sua própria natureza, uma visita aos males gerais que determinaram e determinam o nosso destino comum.

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Aviação Russa colabora com PSD no exterminio dos mosquitos em Armação de Pêra!

HELICÓPTERO KAMOV COLABORA NAS MEDIDAS ADOTADAS PARA REDUZIR O NÚMERO DE MOSQUITOS

in Correio da Manhã


Na sequência do reforço das medidas recentemente levadas a efeito para a redução do número de mosquitos que tem assolado a zona de Armação de Pêra, toda a área do estuário da ribeira de Alcantarilha irá ser sobrevoada esta tarde (14 de agosto), entre as 15h00 e as 16h00, por um helicóptero Kamov.

Trata-se de um método que, através da combinação dos fortes ventos provocados pela força das pás do aparelho e do, consequente, turbilhão de águas, irá contribuir para a destruição da população de mosquitos adultos e de ovos existentes nesta área. Ao contrário de muitos tipos de aeronaves, os helicópteros Kamov possuem um sistema de dois conjuntos de três pás, montados num mesmo eixo, rodando cada um deles em posições opostas, facto que permitirá criar um ambiente de fortes ventos e elevada agitação de águas quando o aparelho sobrevoa a baixa altitude.

Acresce referir que esta e outras medidas entretanto levadas a efeito no decurso das últimas semanas, serão reforçadas com uma nova desinfestação utilizando inseticida no final desta semana.

De relembrar que, desde o dia 26 de julho, e após a reunião tida entre a CMS, a APA – ARH Algarve e a Autoridade de Saúde do ACES do Barlavento, têm vindo a ser tomadas medidas excecionais para a resolução deste problema, entre as quais o aumento do perímetro das áreas a desinfestar, a frequência dessas desinfestações e a construção de um novo dique na área do Amendoeira Golf Resort. 

Ao que apurámos as autoridades que zelam pela segurança opuseram-se a esta "inovação" na utilização do Kamov dado o facto de o mesmo se encontrar em Loulé em situação de prevenção permanente à conta dos pontenciais focos de incêndio.

Porém o responsável do Governo autorizou esta deslocação e utilização em manifesto apoio "pré eleitoral" tentando "salvar" o que não tem salvação: os candidatos Rogério e Ricardo!

Entretanto de duas uma:
-Ou o Kamov apareceu e não se vêm melhores significativas porquanto não consta que pudesse ser eficaz nesta matéria, ou
-O Kamov não chegou a aparecer!

Alguém viu este mosquitão por aí?
Mas o que conta é que para a história a Câmara de Silves até o Kamov trouxe a Armação para resolver o problema dos mosquitos, tão negligentemente criado pela sua total irresponsabilidade neste caso concreto. É o que resulta para o futuro desta noticia no Correio da Manhã!

Na verdade, nesta ficção criada pelo PSD local com a ajuda do PSD nacional, pôr o Kamov em Armação nunca se destinaria a resolver o problema mas tão só a varrer o lixo cobrindo-o com um bonito tapete persa!

2 comentários:

Mariana disse...

Não se compreende como podem os meios, que já são escassos para o combate aos incêndios serem utilizados em campanha eleitoral.
Matar mosquitos com helicópetros só na cabeça dos pintos.
Como pode o gabinete do ministro da administração interna entrar descaradamente no apoio à campanha autarquica em armação de pera.

Anónimo disse...

O que na realidade o helicoetro fez foi espalhar os mosquitos, pois arece que agora estão espalhados por zonas de Armação onde antes não estavam..

Armação de Pêra em Revista

Visite as Grutas

Visite as Grutas
Património Natural

Algarve