O défice de participação da sociedade civil portuguesa é o primeiro responsável pelo "estado da nação". A política, economia e cultura oficiais são essencialmente caracterizadas pelos estigmas de uma classe restrita e pouco representativa das reais motivações, interesses e carências da sociedade real, e assim continuarão enquanto a sociedade civil, por omissão, o permitir. Este "sítio" pretendendo estimular a participação da sociedade civil, embora restrito no tema "Armação de Pêra", tem uma abrangência e vocação nacionais, pelo que constitui, pela sua própria natureza, uma visita aos males gerais que determinaram e determinam o nosso destino comum.

domingo, 17 de junho de 2012

PORTUGAL igual a si próprio: Sempre capaz do pior e do melhor, numa alternância excêntrica e bizarra!

3 comentários:

Captain Barbossa disse...

O melhor do mundo marcou dois, amanhã não há nada para comer no prato, mas não faz mal... Viva Portugal!!!

Cantinflas disse...

Nem só de pão o homem se alimenta. A alma carece também de energia para poder mover o homem na procura de alimento, sobretudo quando ele é escasso.

luis barbosa disse...

"Muita" filósofo e opinion makers há nesta terra!

Nem assim a bizarria se justifica nem acaba.

A selecção ontem foi jogando,imprevisivel,com a mesma imprivisibilidade que crateriza a"raça" desde que me lembro.

E foi essa imprevisibilidade,associada a uma vontade colectiva de vencer (esta caracteristica faz dos portugueses os melhores do mundo em quase tudo) que arrumou a Holanda e A Dinamarca.

Um problema é a "constancia", não a prima, mas a atitude;a indisciplina colectiva e assertividade que corroem a produtividade e a eficácia de um povo é o maior problema da selecção,cujos elementos todos, até Ronaldo, são do povo!

E a propósito de Ronaldo; a imprensa desportiva elege Ronaldo o melhor jogador...

Quanto pagou Florentino Peres por esta pomposidade?

E Fabio Coentrão, e Nani, e Pepe, e João Moutinho, e Patricio, e Bruno Alves, e João Pereira... e Bento, que andarama a fazer?

Armação de Pêra em Revista

Visite as Grutas

Visite as Grutas
Património Natural

Algarve