O défice de participação da sociedade civil portuguesa é o primeiro responsável pelo "estado da nação". A política, economia e cultura oficiais são essencialmente caracterizadas pelos estigmas de uma classe restrita e pouco representativa das reais motivações, interesses e carências da sociedade real, e assim continuarão enquanto a sociedade civil, por omissão, o permitir. Este "sítio" pretendendo estimular a participação da sociedade civil, embora restrito no tema "Armação de Pêra", tem uma abrangência e vocação nacionais, pelo que constitui, pela sua própria natureza, uma visita aos males gerais que determinaram e determinam o nosso destino comum.

domingo, 5 de setembro de 2010

Armação de Pêra: Os mortos não votam em Isabel Soares:Casa mortuária ao abandono!


No espaço exterior envolvente primam ervas, terra e pedras


Não existe um acesso para pessoas com mobilidade reduzida


O seu interior apresenta repassos no tecto e nas paredes

6 comentários:

Anónimo disse...

Ocupação de hotéis nos 92%
A ocupação hoteleira no Algarve em Agosto subiu 2% em relação ao mesmo período do ano passado. As dormidas de turistas espanhóis, que registaram um acréscimo de 28%, foram as que mais contribuíram para o aumento.


No último mês, o Algarve esteve praticamente cheio. Segundo a Associação de Hotelaria e Empreendimentos Turísticos do Algarve, a taxa de ocupação global média foi de 92,5%. Depois dos espanhóis, surgem as dormidas dos holandeses, que aumentaram 7,6% e dos portugueses, que subiram 2%. O mercado britânico desceu 2,7% e o irlandês 33,4%. Por zonas, houve descidas em Tavira (-3%), Portimão e Praia da Rocha (menos 1%). As principais subidas tiveram lugar em Carvoeiro e Armação de Pêra (mais 4%), Vilamoura, Quarteira e Quinta do Lago (mais 3,5%) e Albufeira (mais 2,9%).

Anónimo disse...

Não tens nada que fazer no restaurante por isso te dedicas à fotografia.

Tânia Oliveira disse...

A casa mortuária é mais um exemplo de como não fazer uma obra.
Armação de Pêra está cheia destes exemplos , tudo tem solução basta alguém assim querer.

No exterior da casa mortuária , está o nada , ervas daninhas,terra ,pó e um grande desconforto para quem vai acompanhar um funeral.

Não existe um único banco no exterior , uma única sombra .
Quem lá vai ,além de ser sempre por motivos tristes e dificeis , tem de suportar o sol ,o calor no interior se quiser estar sentado e o pó .

As condições que este executivo deixa na vila estão à vista de todos .
O pior de tudo ainda são estes anónimos que ,vendo expostos os factos da miséria que domina a nossa terra , se mostram pouco empenhados numa melhoria das condições que continuamos a não ter.

Palermas , cobardes , que se escondem no anonimato , pois sempre tem noção do ridículo que representam.

Anónimo disse...

adorava saber quem acrescentou a nossa terra a esta estatística, pois o número tão insignificante de hotéis que possui, tem agora ainda menos um, pois s câmara permitiu que altera se o seu uso para apartamentos, deixando dezenas de pessoas no desemprego...
Com esses ninguém se preocupou?
Para além de não pagar esse grande senhor foi para o brasil. Deixou armação levou o dinheiro e na lembrança ainda ficou um prédio sem licença mas que também ninguém vê...

Joca disse...

A Câmara é a Santa Casa da Misericórdia dos Construtores!

Anónimo disse...

Dos construtores amigos do PSD ,não de todos.

Armação de Pêra em Revista

Visite as Grutas

Visite as Grutas
Património Natural

Algarve