O défice de participação da sociedade civil portuguesa é o primeiro responsável pelo "estado da nação". A política, economia e cultura oficiais são essencialmente caracterizadas pelos estigmas de uma classe restrita e pouco representativa das reais motivações, interesses e carências da sociedade real, e assim continuarão enquanto a sociedade civil, por omissão, o permitir. Este "sítio" pretendendo estimular a participação da sociedade civil, embora restrito no tema "Armação de Pêra", tem uma abrangência e vocação nacionais, pelo que constitui, pela sua própria natureza, uma visita aos males gerais que determinaram e determinam o nosso destino comum.

quinta-feira, 31 de dezembro de 2020

terça-feira, 29 de dezembro de 2020

quinta-feira, 17 de dezembro de 2020

A “Estrela de Belém” pode ser vista dia 21 de dezembro

Conhecido como a “grande conjunção” e poderá ser visto a partir da Terra no dia 21 de dezembro. O alinhamento entre os dois maiores planetas do Sistema Solar acontece a cada 20 anos, mas desde 1623 que os gigantes gasosos não estavam tão próximos um do outro. No entanto, não foi visível para a maior parte da humanidade, tendo o fenómeno sido realmente observado pela última vez na Idade Média, há quase 800 anos, quando corria o ano de 1226.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2020

domingo, 13 de dezembro de 2020

sábado, 12 de dezembro de 2020

quarta-feira, 9 de dezembro de 2020

A MÉDICA E A PROSTITUTA!

A Maria era médica... Isto não é para rir... A Maria era uma jovem médica infecciologista que vivia num prédio de apartamentos. Fazia muitas noites no hospital e, portanto, era vista frequentemente pelos vizinhos a sair ao final da tarde e a voltar toda rebentada de manhã. A pouco e pouco, a Maria foi notando que todos os dias se assomavam à janela mais e mais pessoas, que olhavam para ela com um ar discriminatório e cochichavam entre si. Os dias foram passando e era cada vez maior a vizinhança que vinha à janela. A certa altura já todas as varandas se enchiam de gente cada vez que a Maria entrava ou saía de casa. Certo dia, a dona Alberta do rés-do-chão, que era uma daquelas velhotas coscuvilheiras bem espevitadas, perguntou à Maria quando a viu chegar a casa de manhã: - Oh menina... Desculpe a minha pergunta, mas a menina por acaso é médica? - Não. Sou prostituta. Porquê? - Ah pronto! Já estou mais descansada! É que estava aqui cheia de medo que fosse médica e andasse a trazer o coronavírus aqui para o prédio! A velha virou-se para a restante vizinhança e gritou bem alto: - Falso alarme! É puta! Ouviu-se um grande suspiro de alívio pela rua, à medida que toda a gente voltava para dentro de casa, continuando as suas vidas como se nada se tivesse passado.

domingo, 6 de dezembro de 2020

sexta-feira, 4 de dezembro de 2020

quarta-feira, 2 de dezembro de 2020

terça-feira, 24 de novembro de 2020

segunda-feira, 23 de novembro de 2020

sexta-feira, 20 de novembro de 2020

quinta-feira, 19 de novembro de 2020

terça-feira, 17 de novembro de 2020

segunda-feira, 16 de novembro de 2020

quarta-feira, 11 de novembro de 2020

quinta-feira, 5 de novembro de 2020

quarta-feira, 4 de novembro de 2020

terça-feira, 3 de novembro de 2020

segunda-feira, 2 de novembro de 2020

Algarve eleito o melhor destino de praia da Europa

Pelo quarto ano consecutivo, o país ganhou o 'óscar' principal e voltou a arrecadar vários prémios de turismo a nível europeu nos World Travel Awards, anunciados no domingo à noite em formato digital Segundo os resultados divulgados Portugal foi eleito pelo quarto ano consecutivo como o Melhor Destino da Europa na edição 2020 dos World Travel Awards. Os "Óscares do turismo", os World Travel Awards são atribuídos pelos profissionais do setor e a cerimónia em que são divulgados foi este ano substituída por um formato virtual, devido à pandemia de covid-19. Da extensa lista de prémios Portugal arrecadou 21, entre eles a cidade do Porto, com o galardão de Melhor Destino 'City Break' da Europa, e Lisboa eleita como o Melhor Destino Europeu de Cruzeiros. O Algarve voltou a ser o Melhor Destino de Praia da Europa e os Açores foram distinguidos como o Melhor Destino de Turismo de Aventura.

Cuidado quando começa uma discussão, o tamanho do carro não é o mais importante...

sexta-feira, 30 de outubro de 2020

Use máscara...

Uso máscara na rua sim e não sinto que me estão a tirar a Liberdade, eu entendo o porquê. Desculpem, mas é preciso entender porque hoje, 27 de outubro de 2020, eu decido continuar a usar máscara. A sério, eu não entendo a revolta sobre a obrigação de usar uma máscara... Cada um tem a sua opinião, esta é a minha: - Usa cinto no carro? - De mota usa capacete? - De barco usa o colete salva-vidas? - Nos restaurantes ainda não se fuma? - Aperta o cinto de avião? Tudo isto é obrigatório! Mas só a máscara é uma ditadura!?!?!?!? Quando eu uso uma máscara, quero que saiba que: - Eu sou educado o suficiente para saber que posso ser assintomático e passar o vírus. - Não, eu não vivo com medo do vírus, só quero fazer parte da solução e não do problema. - Não me sinto como se "o governo me estivesse a controlar". Sinto-me como um adulto que contribui para a segurança da nossa sociedade e quero ensinar da mesma forma aos outros. - Se todos pudéssemos viver com um pouco mais de atenção aos outros, o mundo seria um lugar melhor. - Usar uma máscara não me torna fraco, assustado, parvo nem "controlado". Isso torna-me atencioso com a situação e também para com os outros! - Quando pensa na sua aparência, no seu desconforto ou na opinião que os outros têm de si, imagine que há um vizinho - filho, pai, mãe, avô, tia, tio ou um amigo que está com respiração assistida instalada, entubado nos C.I.. A morrer, completamente sozinho, sem que nenhum membro da família se aproxime da cama. - Pergunte-se, se poderia tê-los ajudado pelo menos um pouco, talvez com uma máscara.

sexta-feira, 23 de outubro de 2020

quinta-feira, 22 de outubro de 2020

segunda-feira, 5 de outubro de 2020

Via do Infante e N125 os novos radares...

Há uma nova geração de radares que promete não dar descanso aos condutores mais distraídos. A nova tecnologia detecta várias infracções e comunica-as, em tempo real, às autoridades. Chama-se Mesta Fusion e pretende detectar todas infracções num raio de 200 metros, analisando a informação de oito faixas da mesma via em simultâneo. O novo mecanismo está apto para reconhecer as matrículas, analisar as velocidades por tipo de veículo, medir as distâncias de segurança entre os automóveis, detectar a utilização de telemóveis e a falta de cintos de segurança. É constituído por um radar 3D de 24 Ghz, com uma câmara fotográfica de alta resolução (36 megapixéis) e ainda uma segunda câmara ligada a um software específico que analisa o comportamento dos veículos e dos condutores, transmitindo os dados às autoridades em tempo real.

domingo, 4 de outubro de 2020

São Bartolomeu de Mesines: GNR acaba com festa ilegal com 80 pessoas

Uma festa que decorria junto à barragem do Funcho, em São Bartolomeu de Messines (Algarve) e que juntava cerca de 80 pessoas foi interrompida no sábado à tarde pela GNR. A intervenção dos militares aconteceu depois de uma denúncia ter alertado para o barulho que vinha de uma zona isolada perto da barragem. A GNR deteve dois homens e uma mulher, entre os 21 e os 32 anos, por tráfico de estupefacientes e apreendeu 179 doses de haxixe, 13 de cocaína e sete doses de canábis. Os organizadores do evento foram também identificados.

sexta-feira, 2 de outubro de 2020

quinta-feira, 1 de outubro de 2020

sábado, 26 de setembro de 2020

sexta-feira, 25 de setembro de 2020

quinta-feira, 24 de setembro de 2020

segunda-feira, 21 de setembro de 2020

sexta-feira, 18 de setembro de 2020

quinta-feira, 17 de setembro de 2020

quarta-feira, 16 de setembro de 2020

sábado, 12 de setembro de 2020

quinta-feira, 10 de setembro de 2020

O farol da Algar em Armação de Pera...

Garantir a valorização de resíduos da forma mais sustentável nas suas diversas áreas de atuação, assegurando padrões ambientais exigentes, práticas sociais exemplares e a criação de valor, posicionando a empresa como farol de inovação e referência ambiental.

quarta-feira, 9 de setembro de 2020

domingo, 6 de setembro de 2020

sexta-feira, 4 de setembro de 2020

COVID 19 o que se sabe hoje?

Para esta pandemia, há uma probabilidade maior de sobrevivência para aqueles que serão infectados 5 meses depois, como em agosto de 2020, do que para aqueles que foram infectados 5 meses antes, digamos em fevereiro de 2020. A razão para isso é que médicos e cientistas sabem muito mais sobre COVID-19 agora do que 5 meses atrás e, portanto, são capazes de tratar melhor os pacientes. 5 aspectos importantes que sabemos agora e que não conhecíamos em fevereiro de 2020: 1. O COVID-19 foi inicialmente pensado como causador de mortes por pneumonia - uma infecção pulmonar - e assim os ventiladores foram considerados a melhor maneira de tratar pacientes doentes que não podiam respirar. Agora sabemos que o vírus causa coágulos sanguíneos nos vasos sanguíneos dos pulmões e outras partes do corpo, o que provoca oxigenação reduzida. Agora sabemos que simplesmente fornecer oxigênio por meio de ventiladores não vai ajudar, mas temos que prevenir e dissolver micro coágulos nos pulmões. É por isso que estamos usando medicamentos como * Aspirina e Heparina (anticoagulantes que evitam a coagulação) como um protocolo nos regimes de tratamento a partir de julho de 2020. * 2. Anteriormente, os pacientes caíam mortos na rua ou mesmo antes de chegarem ao hospital devido a redução do oxigênio no sangue - SATURAÇÃO DE OXIGÊNIO. Isso aconteceu pelo que é conhecido como HAPPY HYPOXIA, onde embora a saturação de oxigênio fosse gradualmente reduzida, os pacientes com COVID-19 não apresentavam sintomas até que estivessem criticamente reduzidos, como às vezes em até 70%. * Geralmente ficamos sem fôlego se a saturação de oxigênio cair abaixo de 90%. * * Essa falta de ar não é desencadeada em pacientes COVID e é por isso que trouxemos pacientes doentes aos hospitais no final de fevereiro de 2020. Agora, sabendo o sintoma da Covid 19 que é a hipóxia feliz ou hipóxia silenciosa, recomendamos monitorar a saturação de oxigênio das pessoas, com um oxímetro de pulso simples para uso doméstico e levá-las ao hospital se a saturação de oxigênio cair para 93% ou Menos. Isso está dando aos médicos mais tempo para corrigir a deficiência de oxigênio no sangue e uma melhor chance de sobrevivência agora em agosto de 2020. 3. Não tínhamos medicamentos para combater o coronavírus em fevereiro de 2020. Tratamos apenas complicações causadas por hipóxia. Portanto, a maioria dos pacientes ficou seriamente infectada. * Agora temos 2 medicamentos importantes FAVIPIRAVIR E REMDESIVIR *, que são ANTIVIRAIS que podem matar o coronavírus. Usando esses dois medicamentos, podemos evitar que os pacientes se infectem seriamente e, portanto, curá-los ANTES DE IR PARA HIPÓXIA. Tivemos esse conhecimento em agosto de 2020 ... não em fevereiro de 2020. 4. Muitos pacientes com COVID-19 morrem não apenas por causa do vírus, mas também pela resposta do próprio sistema imunológico dos pacientes, de uma forma exagerada chamada de TEMPESTADE DE CITOCINA. Essa violenta tempestade da resposta imunológica não apenas mata o vírus, mas também mata pacientes. Em fevereiro de 2020 não sabíamos como evitar que isso acontecesse. Agora, em agosto de 2020, sabemos que os medicamentos facilmente disponíveis chamados esteróides, que médicos em todo o mundo vêm usando há quase 80 anos, podem ser usados para prevenir a tempestade de citocinas em alguns pacientes. 5. Agora também sabemos que as pessoas com hipóxia melhoram apenas fazendo com que deitem de bruços, o que é conhecido como posição prona. Além disso, alguns dias atrás, cientistas israelenses descobriram que uma substância química conhecida como Alpha Defensin, produzida pelos glóbulos brancos, pode causar micro coágulos nos vasos sanguíneos dos pulmões e isso poderia ser prevenido por um medicamento chamado Colchicina, usado por muitas décadas no tratamento da gota. Portanto, agora sabemos, com certeza, que os pacientes têm uma chance melhor de sobreviver à infecção por COVID-19 em agosto de 2020 do que em fevereiro de 2020. Continue tomando precauções. Saia apenas para o essencial! Não há festa, chá de bebê ou formatura do jardim de infância essencial !!!!!!!!!!! Vamos parar de ser superficiais! É melhor estar infectado daqui a mais 6 meses do que agora. Vamos dar tempo à ciência para nos ajudar e aos sistemas de saúde a descongestionar! Atualmente também é necessário analisar a Saturação Hospitalar e o desgaste físico e mental do Pessoal de Saúde (Informações do bate-papo de especialistas do COVID-19) Dr. Román Barroso! Lembrar: 1. O SARS COV2 só pode entrar em seu corpo e infectá-lo através das membranas mucosas de seus OLHOS e do TRATO RESPIRATÓRIO 2. O SARS COV2 NÃO penetra pela pele. Andar por aí com roupas de biossegurança e LUVAS é ABSURDO! (exceto se você trabalhar na unidade de pacientes críticos do hospital) 3. SARS COV2 tem um tamanho de efeito aerodinâmico minúsculo, NÃO SE AGARRA nas roupas. Teríamos que nos mover em alta velocidade para que isso acontecesse. 4. O SARS COV2 não infecta veículos, nem seus pneus. Ninguém inala ou lambe os pneus de um carro ou a estrutura externa. NÃO FAZ SENTIDO PULVERIZAR DESINFETANTE em veículos !! 5. No chão e na rua pode ter coronavírus sim. Mas se, nos nossos sapatos eles grudarem e se ,também, forem em quantidade suficiente para infectar, (teoricamente se lambermos a sola dos nossos sapatos) será EXTREMAMENTE MELHOR. 6. Os túneis de desinfecção NÃO SÃO SENTIDOS e são perigosos. Nenhum desinfetante projetado para superfícies inertes deve ser usado na pele humana 7. Muito importante: SIM Faz sentido usar máscara (para evitar espirar, tossir partículas com o coronavírus). SIM Faz sentido lavar muito bem as mãos constantemente e usar máscara.

quarta-feira, 2 de setembro de 2020

terça-feira, 25 de agosto de 2020

segunda-feira, 24 de agosto de 2020

quarta-feira, 19 de agosto de 2020

sábado, 15 de agosto de 2020

sexta-feira, 14 de agosto de 2020

quinta-feira, 13 de agosto de 2020

quarta-feira, 12 de agosto de 2020

segunda-feira, 10 de agosto de 2020

domingo, 9 de agosto de 2020

quinta-feira, 6 de agosto de 2020

terça-feira, 28 de julho de 2020

quinta-feira, 23 de julho de 2020

quarta-feira, 22 de julho de 2020

domingo, 19 de julho de 2020

sábado, 18 de julho de 2020

quarta-feira, 8 de julho de 2020

sexta-feira, 3 de julho de 2020

terça-feira, 30 de junho de 2020

segunda-feira, 29 de junho de 2020

domingo, 21 de junho de 2020

terça-feira, 16 de junho de 2020

"A REVISÃO DA HISTÓRIA - A NOVA IDADE DAS TREVAS"

Ainda não vimos nada!

É triste confessar, mas ainda estamos para ver até onde vão os revisores da História. Uma coisa é certa: com a ajuda dos movimentos anti-racistas, a colaboração de esquerdistas, a covardia de tanta gente de bem e o metabolismo habitual dos reaccionários, o movimento de correcção da História veio para ficar.

Serão anos de destruição de símbolos, de substituição de heróis, de censura de livros e de demolição de esculturas. Até de rectificação de monumentos. Além da revisão de programas escolares e da reescrita de manuais.

Tudo, com a consequente censura de livros considerados impróprios, seguida da substituição por novos livros estimados científicos, objectivos, democráticos e igualitários. A pujança deste movimento através do mundo é tal que nada conseguirá temperar os ânimos triunfadores dos novos censores, transformados em juízes da moral e árbitros da História.

Serão criadas comissões de correcção, com a missão de rever os manuais de História (e outras disciplinas sensíveis como o Português, a Literatura, a Geografia, o Meio Ambiente, as Relações Internacionais…), a fim de expurgar a visão bondosa do colonialismo, as interpretações glorificadoras dos descobrimentos e os símbolos de domínio branco, cristão, europeu e capitalista.

Comissões purificadoras procederão ao inventário das ruas e locais que devem mudar de nome, porque glorificam o papel dos colonialistas e dos traficantes de escravos. Farão ainda o levantamento das obras de arte públicas que prestam homenagem à política imperialista, assim como aos seus agentes. Já começou, aliás, com a substituição do Museu dos Descobrimentos pelo Memorial da Escravatura.

Teremos autoridades que tudo farão para retirar os objectos antes que as hordas cheguem e será o máximo de coragem de que serão capazes. Alguns concordarão com o seu depósito em pavilhões de sucata. Outros ainda deixarão destruir, gesto que incluirão na pasta de problemas resolvidos.

Entretanto, os Centros Comerciais Colombo e Vasco da Gama esperam pela hora fatal da mudança de nome.
Praças, ruas e avenidas das Descobertas, dos Descobrimentos e dos Navegantes, que abundam em Portugal, serão brevemente mudadas.

Preparemo-nos, pois, para remover monumentos com Albuquerque, Gama, Dias, Cão, Cabral, Magalhães e outros, além de, evidentemente, o Infante D. Henrique, o primeiro a passar no cadafalso. Luís de Camões e Fernando Pessoa terão o devido óbito. Os que cantaram os feitos dos exploradores e dos negreiros são tão perniciosos quanto os próprios. Talvez até mais, pois forjaram a identidade e deram sentido aos mitos da nação valente e imortal.

Esperemos para liquidar a toponímia que aluda a Serpa Pinto, Ivens, Capelo e Mouzinho, heróis entre os mais recentes facínoras. Sem esquecer, seguramente, uns notáveis heróis do colonialismo, Kaúlza de Arriaga, Costa Gomes, António de Spínola, Rosa Coutinho, Otelo Saraiva de Carvalho, Mário Tomé e Vasco Lourenço.

Não serão esquecidos os cineastas, compositores, pintores, escultores, escritores e arquitectos que, nas suas obras, elogiaram os colonialistas, cúmplices da escravatura, do genocídio e do racismo. Filmes e livros serão retirados do mercado.

Pinturas murais, azulejos, esculturas, baixos-relevos, frescos e painéis de todas as espécies serão destruídos ou cobertos de cal e ácido. Outras comissões terão o encargo de proceder ao levantamento das obras de arte e do património com origem na África, na Ásia e na América Latina e que se encontram em Portugal, em mãos privadas ou em instituições públicas, a fim de as remeter prontamente aos países donde são provenientes.

Os principais monumentos erectos em homenagem à expansão, a começar pelos Jerónimos e pela Torre de Belém, serão restaurados com o cuidado de lhes retirar os elementos de identidade colonialista. Os memoriais de homenagem aos mortos em guerras do Ultramar serão reconstruídos a fim de serem transformados em edifícios de denúncia do racismo. Não há liberdade nem igualdade enquanto estes símbolos sobreviverem.

Muitos pensam que a História é feita de progresso e desenvolvimento. De crescimento e melhoramento. Esperam que se caminhe do preconceito para o rigor. Do mito para o facto. Da submissão para a liberdade.

Infelizmente, tal não é verdade. Não é sempre verdade. Republicanos, corporativistas, fascistas, comunistas e até democratas mostraram, nos últimos séculos, que se dedicaram com interesse à revisão selectiva da História, assim como à censura e à manipulação.

E, se quisermos ir mais longe no tempo, não faltam exemplos. Quando os revolucionários franceses rebaptizaram a Catedral de Estrasburgo, passando a designá-la por Templo da Razão, não estavam a aumentar o grau de racionalidade das sociedades. Quando o altar-mor de Notre Dame foi chamado de Altar da Liberdade, caminharam alegremente da superstição para o preconceito.

E quando os bolchevistas ocuparam a Catedral de Kazab, em São Petersburgo e apelidaram o edifício de Museu das Religiões e do Ateísmo, não procuravam certamente a liberdade e o pluralismo. E também podemos convocar os Iconoclastas de Istambul, os Daesh de Palmira ou os Taliban de Bamiyan que destruíram símbolos, combateram a religião e tentaram apropriar-se tanto do presente como do passado.

Os senhores do seu tempo, monarcas, generais, bispos, políticos, capitalistas, deputados e sindicalistas gostam de marcar a sociedade, romper com o passado e afastar fantasmas. Deuses e comendadores, santos e revolucionários, habitam os seus pesadelos. Quem quer exercer o poder sobre o presente tem de destruir o passado.

Muitos de nós pensávamos, há cinquenta anos, que era necessário rever os manuais, repensar os mitos, submeter as crenças à prova do estudo, lutar contra a proclamação autoritária e defender com todas as forças o debate livre.
É possível que, a muitos, tenha ocorrido que faltava substituir uma ortodoxia dogmática por outra. Mas, para outros, o espírito era o de confronto de ideias, de debate permanente e de submissão à crítica pública.

O que hoje se receia é a nova dogmática feita de novos preconceitos. Não tenhamos ilusões.

Se as democracias não souberem resistir a esta espécie de vaga que se denomina libertadora e igualitária, mergulharão rapidamente em novas eras obscurantistas.

Artigo de António Barreto
In "Público" - 2020.06.15

domingo, 14 de junho de 2020

sexta-feira, 12 de junho de 2020

quinta-feira, 11 de junho de 2020

segunda-feira, 8 de junho de 2020

segunda-feira, 1 de junho de 2020

domingo, 31 de maio de 2020

sexta-feira, 29 de maio de 2020

terça-feira, 26 de maio de 2020

sábado, 23 de maio de 2020

quinta-feira, 21 de maio de 2020

quarta-feira, 20 de maio de 2020

segunda-feira, 18 de maio de 2020

sexta-feira, 15 de maio de 2020

Regras para as praias

Por um futuro melhor...


Praias com semaforos...



Praias urbanas de Armação de Pera só tem capacidade na preia-mar para 6000 banhistas, para onde vão os outros?
Vão começar a dormir na praia para serem os primeiros a chegar ou deixam o chapéu de sol de um dia para o outro?

Será que as esplanadas em Armação também vão ser assim?


Não vai ser fácil...

quarta-feira, 13 de maio de 2020

Já tenho garantido lugar na praia e no restaurante...


Acabei de receber o e-mail da Junta de Freguesia a confirmar a minha reserva no areal de Armação de Pera.

No dia 15 de junho segunda-feira, a minha reserva para duas pessoas na praia do Conventinho, sector B, fila 2, coluna 12 foi confirmada. Conseguimos apanhar um “slot” horário jeitoso, das 10:35 às 12:50, olhando por cima da cerca de acrílico, é certo, mas não se pode ter tudo.

Também já reservei mesa para duas pessoas no restaurante Rocha da Palha (avisadamente, comprei um pack a semana passada, mal saíram as regras da DGS) tenho marcação para as 15:05, vamos ter duas horas para preencher entre a saída da praia e a marcação do restaurante.

A paz e ajustiça começa em cada um de nós...


Muito gostam as mulheres de complicar...


Os "cromos" do Correio da Manhã


domingo, 3 de maio de 2020

Armação de Pêra em Revista

Visite as Grutas

Visite as Grutas
Património Natural

Algarve