O défice de participação da sociedade civil portuguesa é o primeiro responsável pelo "estado da nação". A política, economia e cultura oficiais são essencialmente caracterizadas pelos estigmas de uma classe restrita e pouco representativa das reais motivações, interesses e carências da sociedade real, e assim continuarão enquanto a sociedade civil, por omissão, o permitir. Este "sítio" pretendendo estimular a participação da sociedade civil, embora restrito no tema "Armação de Pêra", tem uma abrangência e vocação nacionais, pelo que constitui, pela sua própria natureza, uma visita aos males gerais que determinaram e determinam o nosso destino comum.

quinta-feira, 31 de dezembro de 2020

terça-feira, 29 de dezembro de 2020

quinta-feira, 17 de dezembro de 2020

A “Estrela de Belém” pode ser vista dia 21 de dezembro

Conhecido como a “grande conjunção” e poderá ser visto a partir da Terra no dia 21 de dezembro. O alinhamento entre os dois maiores planetas do Sistema Solar acontece a cada 20 anos, mas desde 1623 que os gigantes gasosos não estavam tão próximos um do outro. No entanto, não foi visível para a maior parte da humanidade, tendo o fenómeno sido realmente observado pela última vez na Idade Média, há quase 800 anos, quando corria o ano de 1226.

segunda-feira, 14 de dezembro de 2020

domingo, 13 de dezembro de 2020

sábado, 12 de dezembro de 2020

quarta-feira, 9 de dezembro de 2020

A MÉDICA E A PROSTITUTA!

A Maria era médica... Isto não é para rir... A Maria era uma jovem médica infecciologista que vivia num prédio de apartamentos. Fazia muitas noites no hospital e, portanto, era vista frequentemente pelos vizinhos a sair ao final da tarde e a voltar toda rebentada de manhã. A pouco e pouco, a Maria foi notando que todos os dias se assomavam à janela mais e mais pessoas, que olhavam para ela com um ar discriminatório e cochichavam entre si. Os dias foram passando e era cada vez maior a vizinhança que vinha à janela. A certa altura já todas as varandas se enchiam de gente cada vez que a Maria entrava ou saía de casa. Certo dia, a dona Alberta do rés-do-chão, que era uma daquelas velhotas coscuvilheiras bem espevitadas, perguntou à Maria quando a viu chegar a casa de manhã: - Oh menina... Desculpe a minha pergunta, mas a menina por acaso é médica? - Não. Sou prostituta. Porquê? - Ah pronto! Já estou mais descansada! É que estava aqui cheia de medo que fosse médica e andasse a trazer o coronavírus aqui para o prédio! A velha virou-se para a restante vizinhança e gritou bem alto: - Falso alarme! É puta! Ouviu-se um grande suspiro de alívio pela rua, à medida que toda a gente voltava para dentro de casa, continuando as suas vidas como se nada se tivesse passado.

domingo, 6 de dezembro de 2020

sexta-feira, 4 de dezembro de 2020

quarta-feira, 2 de dezembro de 2020

Armação de Pêra em Revista

Visite as Grutas

Visite as Grutas
Património Natural

Algarve